Reforço Térmico

O vidro com reforço térmico foi submetido a um ciclo de aquecimento e arrefecimento e é geralmente duas vezes mais forte que o vidro recozido com a mesma espessura e configuração. O vidro com reforço térmico deve atingir uma compressão superficial residual entre 3.500 e 7.500 PSI para vidro de 6 mm, de acordo com a norma ASTM C 1048. Por favor entre em contato com a Guardian em relação aos padrões de vidro mais espessos.

  • O vidro com reforço térmico tem maior resistência a cargas térmicas do que o vidro recozido e, quando quebrado, os fragmentos são geralmente maiores que os do vidro totalmente temperado.
  • O vidro com reforço térmico não é um produto de vidro de segurança conforme definido pelas várias organizações de código.
  • O vidro com reforço térmico destina-se ao envidraçamento geral, onde força adicional é desejada para suportar cargas de vento e estresse térmico.
  • O vidro com reforço térmico não requer a força do vidro totalmente temperado e destina-se a aplicações que não exigem especificamente um produto de vidro de segurança.
  • O vidro com reforço térmico não pode ser cortado ou perfurado após o fortalecimento térmico e quaisquer alterações, como lixamento de bordas, jateamento de areia ou ácido corrosivo, podem causar falha prematura.

Quando vidro com reforço térmico é necessário, a Guardian recomenda o uso de vidro com reforço térmico para aplicações que não exigem especificamente um produto de vidro de segurança.